23.03.16 - Notícia: Campinas sediará evento global do setor farmacêutico

03/03/2016 

DCI - Jornalista: Milton Paes

O mercado farmacêutico deve movimentar R$ 87 bilhões em vendas no Brasil em 2017, segundo estimativa da consultoria IMS Health. O segmento cresce aceleradamente e deve chegar ao próximo ano com o dobro do mercado de varejo de cinco anos atrás.

No mercado mundial, a participação do bloco dos países emergentes aumenta a cada ano. A participação dos EUA no mercado prevista para 2016 é de 31%; Europa, 13%; Japão, 10%; emergentes, 31%. Em 2006, os EUA respondiam por 41% do mercado mundial; Europa, 19%; Japão, 10%; emergentes, 14%. Os emergentes, portanto, devem atingir o dobro da participação na receita global nestes últimos dez anos. Mas a produção de insumos ainda está focada nos mercados maduros. Situação que só muda com aportes em pesquisa e educação, na análise da consultoria IMS Heath.

Pensando no crescimento desse mercado, a Fette Compacting, uma empresa do Grupo alemão LMT, líder mundial no mercado de máquinas compressoras para a indústria farmacêutica, com filial brasileira em Campinas, que atende todo o mercado brasileiro e da América do Sul, promove hoje o Primeiro Fórum Internacional Fette Compacting, em Campinas, reunindo presidentes e diretores de empresas e entidades farmacêuticas, tecnológicas e de desenvolvimento, entre elas PróGenéricos, Biolab Sanus Farmacêutica, IP Desenvolvimento Empresarial, Price Waterhouse Coopers, Image Age TV e Fette Compacting.

Com o tema "As Perspectivas e Oportunidades para o Setor Farmacêutico em Tempos Difíceis", a Fette pretende debater sobre as macrotendências da produção e comercialização de fármacos, que em todo o mundo cresce em grau de importância e atenção na sociedade, nos governos e nos organismos regulatórios. Serão abordados neste fórum a crescente internacionalização das empresas brasileiras, principalmente no mercado latino-americano, medicamentos genéricos e similares; pesquisa e desenvolvimento nos laboratórios nacionais; novas formas de produzir medicamentos em tempos de internet das coisas (internet of things); e as mudanças no acesso do consumidor final aos novos medicamentos.

O gerente-geral da Fette Compacting no Brasil, Edilson Viola, disse que o evento vai reunir cerca de 60 participantes de diversos players do setor. "A gente conseguiu um poder de mobilização muito grande para esse evento, fruto do trabalho da equipe e da reputação da Fette no mercado e vai ser uma oportunidade de debater temas importantes e um excelente networking. Desejamos que o debate gerado neste encontro de especialistas nos indique as macrotendências deste mercado em um médio prazo. Vamos falar do futuro e de um futuro brilhante", afirma Edilson Viola.

A filial da Fette no Brasil atende 50 clientes e ocupa a terceira posição, dividida com a Índia em volume de negócios para a multinacional alemã, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da matriz na Alemanha.