18.08.16 - Notícia: Rótulos de alimentos poderão ter de informar quantidade de água empregada na produção

18/08/2016 

Agência Câmara Notícias

As embalagens e os rótulos de produtos alimentícios poderão ter de informar de forma clara e facilmente legível a quantidade total de água empregada no processo de produção, somando todas as etapas. É o que prevê o Projeto de Lei 5290/16, do deputado João Derly (Rede-RS), em tramitação na Câmara. “Com o projeto temos por objetivo conscientizar os consumidores de que suas escolhas têm consequências”, disse. “Espera-se que as pessoas aprendam a balancear seu consumo, privilegiando, quando possível, alimentos com menos água empregada na sua produção”, completou.

Derly: a proposta não pretende punir os produtores, mas, sim, estimular o desenvolvimento de novas técnicas que poupem água

“Trabalha-se atualmente com um conceito chamado de ‘pegada hídrica’, que no caso de produtos agropecuários e industriais é a quantidade de água empregada em sua produção , somando todas as etapas”, explica Derly.

O parlamentar comparou a quantidade de água necessária para produzir alguns gêneros alimentícios corriqueiros: a produção de um quilo de tomate, por exemplo, consome 214 litros de água; um quilo de batata consome 287 litros; um quilo de banana, 790 litros; de arroz, 2.497 litros; de carne de frango, 4.325 litros e um quilo de carne bovina requer para a sua produção 15.415 litros de água.

“Alguns alimentos consomem uma quantidade extremamente desproporcionada de água e são, consequentemente, menos sustentáveis", afirma.

Tramitação
De caráter conclusivo, a proposta será analisada pelas comissões de Defesa do Consumidor; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços e; de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Lara Haje
Edição – Natalia Doederlein