15.08.17 - Notícia: Inspetores de alimentos são capacitados em Boas Práticas

15/08/2017

Ascom/Anvisa


Curso marca o início dos trabalhos para padronização das inspeções pelas Vigilâncias Sanitárias locais.

Inspetores do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária de diversas regiões do Brasil foram capacitados em Boas Práticas de Fabricação de Alimentos e gerenciamento de Risco Sanitário pela Anvisa e pela Superintendência de Vigilância Sanitária do Estado do Maranhão - Suvisa/Ma.

Foram capacitados 90 inspetores de 18 estados. O curso, realizado entre os dias 5 e 11 de agosto, marca o início dos trabalhos para padronização das inspeções de estabelecimentos fabricantes.

O curso foi ministrado por servidores da Anvisa e palestrantes convidados de Vigilâncias Sanitárias Estaduais e de associações do setor produtivo. Foram abordados temas como Boas Práticas de Fabricação (BPF) em estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos; Suplementos Alimentares; Águas Minerais, Natural e Adicionadas de Sais.  Ainda, embalagens de alimentos, e requisitos sanitários para o controle do processamento de palmito e de amendoins; gerenciamento de risco sanitário na transmissão de doença de chagas por ingestão de açaí, o recolhimento de alimentos e a comunicação à Anvisa.

Para a gerente substituta da Gerência de Inspeção e Fiscalização de Alimentos (Giali/GGFIS), Rosane Maria Franklin Pinto, o curso apresentou dentre outros temas, alguns das novas propostas de regulamentos da Agência, como  “boas práticas para indústrias fabricantes de água adicionada de sais e de embalagens de alimentos.

De acordo com o Superintendente de Vigilância Sanitária do Maranhão, Edmilson Silva Diniz Filho, o curso foi importante para nivelar o entendimento técnico de profissionais de regiões distintas do país e propiciar troca de experiências.

A palestrante Doriléia Pantoja, da Vigilância Sanitária do Pará, destacou que o curso de Boas Práticas de Fabricação é de extrema importância para o melhor desempenho das ações de vigilância sanitária. “O formato de inserir as experiências das Vigilâncias Sanitárias, além de ser gratificante, é um momento de partilhar as ações que deram certo e de receber novas ideias acerca daquilo que ainda pode ser feito”, destacou Pantoja.

Patrícia Chagas, Especialista em Regulação da Anvisa, ressaltou que o curso de formação de inspetores de alimentos foi um marco na padronização das inspeções. E, que, apesar de se tratar de um segmento com uma grande amplitude de ação sanitária, buscou-se atingir os pontos críticos.

Confira a programação completa do curso.