08.06.17 - Notícia: Barbano: cadeira 57 da Academia Nacional de Farmácias

07/06/2017

Ascom/Anvisa

Entidade colabora, como órgão consultivo, em atividades nacionais e internacionais, em tudo o que se relacione com as ciências farmacêuticas.
 
Ex-presidente da Anvisa, o farmacêutico Dirceu Barbano, assumirá, nesta sexta-feira (9/6), a cadeira n° 57, como titular, da Seção de Ciências Naturais da Academia de Ciências Farmacêuticas do Brasil/Academia Nacional de Farmácias.

Formado em Ciências Farmacêuticas pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas, Barbano foi diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, secretário municipal de saúde dos municípios paulistas de Ibaté e São Carlos e professor da PUC-Campinas.

Também foi gestor de hospitais filantrópicos, conselheiro do Conselho Federal de Farmácia e diretor do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo.

Dirceu Barbano ingressou na Anvisa como diretor em outubro de 2008 e, entre 2011 e 2014, exerceu o cargo de diretor-presidente.

A Academia Nacional de Farmácia – ANF é uma sociedade civil científica, de âmbito nacional, que tem como objetivos: estudar, debater, divulgar, educar e colaborar como órgão consultivo em atividades nacionais e internacionais, em tudo o que se relacione com as ciências farmacêuticas.

Fundada em 13 de agosto de 1937, com sede na cidade do Rio de Janeiro, e reconhecida com Título de Utilidade Pública, a ANF é uma das mais longevas sociedades científicas brasileiras na área farmacêutica. Nasceu do Conselho Científico da Associação Brasileira de Farmacêuticos. É composta por membros titulares que são cientistas farmacêuticos, médicos, odontologistas e outros de várias áreas do conhecimento. Também é composta por membros eméritos, honorários, correspondentes e mantenedores.