08.02.17 - Notícia: Mercado Aberto: Genéricos crescem abaixo da média do mercado no ano passado

03/02/2017

Folha de S.Paulo - Colunista: Maria Cristina Frias

As fabricantes de medicamentos genéricos perderam mais rentabilidade que a média do mercado farmacêutico no ano passado.

Em 2016, o faturamento do segmento no varejo cresceu, mas abaixo do setor como um todo. O aumento foi de 10,4%, contra 12,6% do mercado geral, segundo a Progenéricos (associação do setor), com dados da IMS Health.

A alta de custos, no entanto, têm subido praticamente na mesma proporção dos demais medicamentos, diz o presidente da Sindusfarma (do setor), Nelson Mussolini.

"Apesar de não haver gasto com publicidade, as altas de custo da matéria-prima e da mão de obra afetam os genéricos da mesma forma, e o tíquete médio é menor."

A perda de rentabilidade afeta todo o setor, afirma Telma Salles, presidente da Progenéricos -como o reajuste de preços é regulado, a inflação não é toda compensada.

Os investimentos das empresas, porém, se mantêm, diz. "Com a medida provisória [publicada em dezembro] que prevê alteração de preços a qualquer momento, o cenário poderá se agravar."

A previsão para este ano é que as vendas de genéricos no varejo mantenham o ritmo de 2016, avalia Salles.